Jornal de Poesia
Soares Feitosa
Salmo 151
  

    
O ato supremo da criação 
é também o galo que canta madrugadas 
e a raposa que o espreita; 
ambos criam porque as Auroras criam  
e as Auroras estão carregadas, 
as Auroras, o galo e a raposa  
estão pejados de Electricidade,  
"Elektri", mestre Álvaro, 
Álvaro de Campos  
e os volantes que tangem todas as coisas...! 
                                                   ad æternum! 
 
  

 ....................E se não for para Ti, Senhor, 
                                                                  não terá sido.  
 
 
 
 
  

Tarde chuvosa em Salvador, Ba. 18.07.96.
 
Página inicial de SF
Página inicial do JP