Jornal de  Poesia
 
 
 João Gomes Moreira
 
 
        VERSO & REVERSO
         

        Na monumental lavra
        Das clássicas palavras
        Lavro meu verso.
        Forjo novo universo.

        Na cata do poema
        Surge um dilema:
        Do brande verso,
        Do sórdido reverso.

        Sinceridade e emoção 
        Pode ser o filão.
        Mas no embate do verso
        Às vezes fica o anverso.
         

         In Verso & Reverso, 1991

 
[Página inicial do JP