Mais de 3.000 poetas e críticos de lusofonia!

 

 

 

 

 

Diná Gasparini


 

Alguma notícia da autora:

  • Bio-bibliografia


Prefácio, ensaio, crítica, resenha & comentário:


Poesia:


Fortuna crítica:


Conto:

 

 

Culpa

 

Mary Wollstonecraft, by John Opie, 1797

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Allan Banks, USA, Hanna

 

 

 

 

 

Diná Gasparini


 

Salvador, 00:45 de 11 de dezembro de 1993

  

Caro Feitosa, 

 

Apesar da insistência, não vou lhe telefonar.  
        Certas coisas não se dizem: se escrevem. Você bem sabe. Teve que escrever! Estou tomada pela emoção ao ler os seus poemas. Não me surpreendem a facilidade da comunicação e o brilho da inteligência, pois essas características sempre estiveram com você. Mas eram insuspeitos a cultura e o humanismo, esses você escondeu bem (de você mesmo também?). 

O Ceará fez o canal e Fortaleza teve água! 

Você mesmo diz: se desmanchar se faz de novo. Mais coragem, mais garra, mais fé. 

Sua alma extravasou e o fez poeta. Se a água secar, há que buscá-la de novo, custe o que custar! 

Não só de água física vive o homem: nem aquele que escreve, nem aquele que lê. 

Eu não teria coragem de citar Exupéry se você mesmo não o tivesse feito (fica parecendo que a mulher só lê o Pequeno Príncipe - vide toda miss em concurso de beleza!). Mas, aquela frase...  “Tu te tornas eternamente responsável por aquele que cativas” dita até pela Comadre, sinto ter que dizê-la a você. 

Não lhe será mais permitido ser o velho Feitosa. 

Todos os “cativos” lhe cobrarão. Inclusive eu. 

Aquele abraço!

Diná

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Poussin, Acis and Galatea

 

 

 

Diná Gasparini


 

Comentário de Psi, a penúltima:

 

A alma de Soares Feitosa extravasou e o fez poeta. Se a água secar, há que buscá-la de novo, custe o que custar! Não só de águaMichelangelo, Pietá física vive o homem: nem aquele que escreve, nem aquele que lê. Eu não teria coragem de citar Exupéry se o poeta, ele mesmo, não o tivesse feito. Mas, aquela frase..."Tu te tornas eternamente responsável por aquele que cativas", dita até pela Comadre, sinto ter que dizê-la. Não lhe será mais permitido ser o velho Feitosa. Todos os "cativos" lhe cobrarão. Inclusive eu.

 

 

 

 

 

 

 

04.08.2005