Mais de 3.000 poetas e críticos de lusofonia!

Célia Lamounier de Araújo 

celialam@mcnet.inf.br

Thomas Cole (1801-1848), The Voyage of Life: Youth

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Poesia:


Ensaio, crítica, resenha & comentário: 


Fortuna crítica: 


Alguma notícia da autora:

 

Célia Lamounier

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Jean Léon Gérôme (French, 1824-1904), The Grief of the Pasha

 

Rafael, Escola de Atenas, detalhes

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Andreas Achenbach, Germany (1815 - 1910), A Fishing Boat

 

 

 

 

 

Célia Lamounier de Araújo


 

Venha acordar-me


Não me espere, amor,
venha buscar-me
pois que a aurora
em breve
pode se acabar.
A vida é curta
eu estou sozinha
cansada de sonhar.
Não me espere, amor,
venha acordar-me
quero correr na areia
viva e solta
o céu alcançar
em suas mãos
rejuvenescida
por seu olhar.
Não me espere, amor,
venha depressa
viver comigo
as noites
madrugadas e dias
pois que nosso tempo
deve ser vivido
feito de alegrias.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Caravagio, Êxtase de São Francisco

 

 

 

 

Célia Lamounier de Araújo


 

Ao sabor do tempo


As gotas de chuva caídas
beijavam as reentrâncias dos beirais
e os umbrais da casa,
escorrendo fios de prata
em eterna ampulheta.

 

 

 

William Bouguereau (French, 1825-1905), João Batista

Início desta página

Sânzio de Azevedo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Titian, Venus with Organist and Cupid

 

 

 

 

 

Célia Lamounier de Araújo


 

Sobre a poesia de Soares Feitosa: 

 

Tantas pessoas já escreveram sobre a poesia de Soares Feitosa que assim prefiro apenas ler seus poemas. Dentro em breve, ele será considerado um divisor de águas: a literatura brasileira antes e depois de Soares Feitosa. Pelos poemas, pelos ensaios, pela inovação na arte de escrever, por sua vasta cultura e pelo Jornal de Poesia na Internet. É como que o historiador que nos mostra os vários ângulos dos fatos, sem medo de represálias - poema Roma, por exemplo.
 

 

 

William Blake (British, 1757-1827), Angels Rolling Away the Stone from the Sepulchre

Início desta página

Floriano Martins

 

 

 

14.01.05