Mais de 3.000 poetas e críticos de lusofonia!

Alcina Maria Silva Azevedo 

alcinamarias@yahoo.com.br

Titian, Three Ages

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Poesia:


Ensaio, crítica, resenha & comentário: 


Fortuna crítica: 


Alguma notícia da autora:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ruth, by Francesco Hayez

 

Albrecht Dürer, Mãos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Poussin, The Exposition of Moses

 

 

 

 

 

Alcina Maria Silva Azevedo


 

Instantes!


Assim tudo acontece,
e torna os instantes inesquecíveis...


Tudo começou no primeiro instante
O seu olhar no meu
Seu sorriso franco.
Um jeito carinhoso de virar a cabeça!!!
O seu estilo...ah...o seu estilo!
Não há quem o esqueça!!!


E a cada instante que passava
Algo dentro de mim se iluminava!
Percebo com você também isso aconteceu...
E porque esperamos tanto? Para confessar...
Um amor que já nasceu !

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Poussin, The Empire of Flora

 

 

 

 

 

Alcina Maria Silva Azevedo


 

Poesia!


A alma do poeta
Sente as coisas de forma diferente,
abrangente.
No sofrimento ele vê aprendizado
E sofre calado.
Na despedida:
Tem a alegria de um amor vivido.
E na perda, ele vê a renovação.
O seu coração pulsa diferente.
Pois sofre contente.
Em tudo ele busca um novo sentido!
Uma razão a mais para viver feliz!
Iluminar mais um dia!
E fazer muita poesia!

 

 

 

Leonardo da Vinci,  Study of hands

Início desta página

albano Martins

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Poussin, Rinaldo e Armida

 

 

 

 

 

Alcina Maria Silva Azevedo


 

Você Alvaro


Você deixou um vazio profundo
A dor maior do mundo!


Solidão...carência
Dormência no peito
Dor que não tem jeito


Deus o levou, a saudade ficou
A dor no meu peito, o tempo não levou.


O carinho que você me dava
Encheu minha vida de alegria
Mas como tudo tem um fim ...
Deus levou você de mim !


Partiste cedo, deixaste a dor...
estou com medo e sem amor !
Medo da vida, medo de mim
Sua partida deixou-se assim.
Onde estiveres, olhe por mim
E o nosso amor não terá fim !

 

 

 

Ticiano, Magdalena

Início desta página

Rubens Ricupero

 

 

 

14.10.2005