Mais de 3.000 poetas e críticos de lusofonia!

 

 

 

 

 

João Arlindo Corrêa Neto
arlindocorrea@terra.com.br


 

Prefácio, ensaio, crítica, resenha & comentário:


Poesia:


Fortuna crítica:


Alguma notícia do autor:


  •  

 

 

William Blake (British, 1757-1827), Angels Rolling Away the Stone from the Sepulchre

 

Da Vinci, Madona Litta_detalhe.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Vale or Farewell, ARTHUR HACKER (RA), (1858 - 1919)

 

 

 

 

 

João Arlindo Corrêa Neto


 

Do relato de uma peregrinação adolescente

 

Caríssimo Soares Feitosa,
 

Comecei a ler a tua entrevista e não consegui parar...não queria parar! Embevecido, tive que ler novamente.

Penso que todo nordestino deveria lê-la. Na verdade, trata-se de um esturro lírico, um mergulho profundo no passado. Pena que nunca tenha feito tal peregrinação. O meu pai fez, meu avô também, de chinelas de currulepo, de alpercatas de rabicho. As minhas peregrinações cingem-se ao interior da alma, embora possa sentir o sol no cangote e o vento batendo de leve no rosto; alguns salpicos de chuva, na verdade gotas de orvalho.
 

Obrigado, poeta, pelo presente, obrigado por essa viagem deslumbrante.

Um fraternal abraço.
 

João Arlindo Corrêa Neto - Marquês do Bessa
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Poussin, The Nurture of Bacchus

 

 

 

 

 

João Arlindo Corrêa Neto


 

Helio Rola & Soares Feitosa

 

Soares, grande poeta.

Agradeço sensibilizado a oportunidade que me foi conferida...ler tão belo texto. Poesia em forma de prosa, típicaHélio Rola daqueles que dominam a arte de contar estórias.

A leitura deste texto nos remete aos mais recônditos escaninhos da memória e a retina cega, embaça e turva-se. Até os cheiros se materializam...senti o cheiro de café pisado no pilão, o doce de banana batida de Mãe Bia e o aroma do mato verde. Acho que até uma lágrima brotou deste poço de sentimentos e rorejou pelos rios secos de minha face.

Um grande abraço. Parabéns ao ilustrador.

João Arlindo Corrêa Neto
 

 

 

 

 

 

24.08.2005