Clique aqui para conhecer o maior site de Poesias da Internet !!! Responsável:
Soares Feitosa
Endereço
Email
 
Novidades da semana
Página atualizada em 7.10.1999
Sonia A. Dias
<&adias@uol.com.br
  Visitante Noturno
  Visão
  Infância
  Safra Amarga
  Cantiga de Amigo
  Dó de Sapo
  Incógnita


 Página principal do JP




Sonia A. Dias
<&adias@uol.com.br
      Visitante Noturno
       

      Queria eu
      Que você  invadisse
      Meu  corpo
      Sem me acordar

      Se aconchegasse em mim
      Permitisse-me dormir
      Deixasse-me  permitir
      Que você se perdesse
      Que você me prendesse
      Acordasse em mim

      Queria o amor roubado
      Que me procura a noite
      Que nada me pede
      E tudo me toma
      Amor Bandido
      Na noite calada

      Mas, Isto é
      Sonho meu
      Desejo antigo
      Abro os olhos
      E  vejo que você
      Me olha
      Desejo devora
      Perfeito cavalheiro
      Espera eu acordar
      Para dormir em
      Mim ...
       

                                         SPaulo,   Manhã  de 15/05/1997
       

 


 Página principal do JP




Sonia A. Dias
<&adias@uol.com.br
       

      Visão
       

      Olhos  arregalados
      Observam-me
      Estreitam-me 
      Dilatam-se
      Noites escuras
      Esgueiram-se
      Estão perto
      Tento fugir
      Assusto-os
      Correm
      Corro
      Escondem-se
      Protejo-me
      Ataque!
      Medo 
      De
      Olhos
      Arregalados 
       

      São Paulo, tarde tristonha de 12/06/96

 


 Página principal do JP




Sonia A. Dias
<&adias@uol.com.br
      Infância
       

      Quando pequena
      Em dia de morte
      Chovia

      Não tinha medo
      Do escuro
      Em dia de morte

      Achava estranho
      Pessoas chorando
      Deus chorando
      Em dia de morte

      E eu gostava de brincar
      Em suas lágrimas
      Que teimavam  cair
      Dos seus olhos
      Sobre o meu rosto
      Sorridente

      E eu correndo
      Brincando com chuva
      Brincando com choros
      Em dia de Morte
       

      tarde enlutada, 08/09/97 sp
       

 


 Página principal do JP





Sonia A. Dias
<&adias@uol.com.br
      Safra Amarga
      Se eu bebo
      Deste vinho
      Eu rio
      Transbordo

      Se eu bebo 
      Desta ilusão
      Eu solidão
      Acordo

      Se  tirares
      De minha boca
      O gosto amargo
      Desta bebida
      Em vida
      Eu morro 

      Se  ficares   Comigo
      A   bordo      Navio
            Desejo   Bravio
            Transporto
       
        Ainda que rio
        Ainda que só

      Contigo estrelas
      Azul  fugidio
      Olhos vazios
            Sombrio                          Meu pôr do sol 
         Sou rio                                                se  pôs  Ontem ..
      Sorrio 
      Não volto...
       
       
       
       

      São Paulo, tarde tristonha de 12/06/96
       



 Página principal do JP




Sonia A. Dias
<&adias@uol.com.br
       

      Cantiga de Amigo
       

      Se você não me quer
      Não me tome o  corpo
      Não me pegue no colo
      Não me faça amor

      Se você me quer
      Carregue-me pelo abraço
      Durma em meu braços
      Mas, não me faça amor

      Se não quer mais me ver
      Fuja de você
      Se esconda de mim
      Não escute minha voz

      Se quer ser meu amigo
      Não me deixe sozinha
      Numa noite vazia
      Numa cama tão fria
      Me sentindo tão só

      Me  leve  contigo
      Esqueça  o castigo
      O desejo antigo
      Cante  um pouco
      Mais Para eu dormir
       
       

                      SPaulo,   Madrugada de 28/04/1997



 Página principal do JP





 
Sonia A. Dias
<&adias@uol.com.br
      Dó de Sapo
       

      'Sapo jururu 
      na beira do rio
      quando o sapo canta
      ele tá com frio '

      Blulup, blulup

      Acho que o sapo tá com frio .
      E se eu levasse 
      Um cobertor ?

      E se eu o trouxesse
      e o guardasse comigo
      embaixo das cobertas ?

      E se eu falasse pra ele dormir,
      e se eu o convencesse 
      a não ter medo de mim ?

      O sapo coacha ...
      Mas ele não canta ?

      O sapo não morde ...
      Mas ele não tem boca ?

      O sapo mata ?
      Mas ele não tem arma !

      Com os olhos, meu bem 
      Com os olhos !
       
       

      Domingo de roda, 17/01/99 sp
       

 


 Página principal do JP





 
Sonia A. Dias
<&adias@uol.com.br
      Incógnita
       

      Não entendi o
      Por mim,
      Para mim !
      Será que confundi 
      O Meu Eu,
      Com o Teu ?
       

        SP, dia triste do mês  07/97
       

 


 Página principal do JP



 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

.