Mais de 3.000 poetas e críticos de lusofonia!

Lau Siqueira

lausiqueira@yahoo.com

Poussin, Venus Presenting  Arms to Aeneas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Poesia:


Ensaio, crítica, resenha & comentário: 


Fortuna crítica: 


Alguma notícia do autor:

  • Blog de Lau Siqueira:

    http://www.lausiqueira.blogger.com.br

     

  • Entrevista a Rodrigo de Souza Leão:
     
    Nasci em Jaguarão, fronteira leste do Rio Grande doLau, agosto de 2002 Sul, no dia 21 de março de 1957. Faço poesia desde os treze anos de idade, influenciado que fui, inicialmente por um autor infanto-juvenil chamado Sérgio Antônio Raupp. Em 1985, apaixonado por uma pernambucana, vim morar na Paraíba, onde tenho duas filhas, Mariana e Mayra. Descasei ano passado, mas, já tinha descoberto há mais tempo que paixão é uma coisa e casamento é outra. Minhas primeiras publicações aconteceram nas colunas literárias do Jornal  Correio do Povo, de Porto Alegre, isso foi lá por 1975 mais ou menos. Fiz muito folheto mimiografado, viajei por aí, de carona, levando a minha... -

    < Veja a entrevista completa >

     

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Titian, Noli me tangere

 

Jean Léon Gérôme (French, 1824-1904), Cleópatra ante César

 

 

 

 

 

 

 

Alessandro Allori, 1535-1607, Vênus e Cupido

 

 

 

 

 

Lau Siqueira


 

Ursa maior


andarilho de estrelas vasto
como um átomo humano e
coisa indefinida habitante
do mistério e da luz

vou destruindo muros aos m
urros e ouvindo b
e rros de alegria e cansaço

nos cardumes do

aleatório

vivo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Da Vinci, La Scapigliata, detail

 

 

 

 

 

Lau Siqueira



Circunstância


o poema
é sempre um espetáculo
um pouco mais denso

vem de um tempo
longino
onde a memória perdia
o nome das coisas

e as pessoas eram
montarias do futuro
 

 

 

 

Velazquez, A forja de Vulcano

Início desta página

Ascendino Leite

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ingres, 1780-1867, La Grande Odalisque

 

 

 

 

 

Lau Siqueira


 

Poema interino

 
 

todo dia substituo um
cidadão de jeans   san
dálias e cabelos gris
por um martelo e prego
sílabas no
branco da folha branca 

cada         pan         cada
    uma plêiade de me
           mória e lixo 

todo dia
revelo o bêbado ocioso
que nada
                 nada
                           nada
e sempre é um rosto e
um nome ensacado em
                      minha pele

 

 

 

Michelangelo, Pietá

Início desta página

Junot Silveira

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Caravagio, Tentação de São Tomé, detalhe

 

 

 

 

 

Lau Siqueira



Barulho

 

palavra 
por palavra 
minha úlcera 
de verbos 
tece aos poucos 
a membrana 
do silêncio


 

 

 

Um cronômetro para piscinas

Início desta página

Leônidas Arruda

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Franz Xaver Winterhalter. Portrait of Mme. Rimsky-Korsakova, detail

 

 

 

 

 

Lau Siqueira



Editorial

 

talvez 
entre tantas 
palavras 
submetidas 
         
seja preciso 
dizer nada 
do silêncio


 

 

 

Culpa

Início desta página

Cláudio Feldman

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thomas Colle,  The Return, 1837

 

 

 

 

 

Lau Siqueira



Estampido

 

a bala 
em sua 
trajetória 
escreve 
a palavra 
morte 
  
quando 
disparo 
é certeiro 

quando 
não 
é pura 
sorte

 

 

 

A menina afegã, de Steve McCurry

Início desta página

Adelaide Lessa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leighton, Lord Frederick ((British, 1830-1896), Girl, detail

 

 

 

 

 

Lau Siqueira



Cataplaft

 

com seus tacapes digitais 
e tangas pierre cardin 
os cariris contemporâneos 
invadem o shopping 
e jantam champignons 
com xerém 
no self-service 
  
ajustando as penas 
desajustam os cocares 
da cultura pagã 
  
cultuam o corpo 
em academias 
e investem fortunas 
da floresta tropical 
nas delícias 
da nova moda verão 
  
já sem matas 
matam-se nas guerras 
da pós-modernidade 
  
disputas sangrentas 
por hectares de asfalto 
ou pontos de venda 
de coca 
(ou pepsi) 
  
e dançam o rap 
da globalização 
  
com as mãos enfiadas 
nas algemas ideológicas 
do terceiro milênio

 

 

 

 

Albrecht Dürer, Mãos

Início desta página

Fábio Rocha

 

 

16/11/2005